Av. Pedroso de Morais, 272 - Pinheiros, São Paulo - SP, 05420-000
Entre os metrôs Faria Lima e Fradique Coutinho

comercial@amplix.net

(011) 2476-9015 / 9016

M vs DAX, qual a diferença?


Qual é a principal diferença entre M e DAX? Essa é uma pergunta recorrente quando o assunto é Power BI, mas esta questão normalmente vem acompanhada de algumas outras perguntas.
• Usar o M ou o DAX?
• Por que duas maneiras de fazer a mesma coisa?
• Por que DAX e M são tão diferentes?
Se você já fez essa pergunta, não se preocupe, nos da AMPLIX vamos te ajudar a entender melhor do que se trata.

Linguagem M


M é a linguagem utilizada no Power Query, que está no Power BI e Também no Excel (muitas pessoas nem sabiam disso). Na realidade, nome formal desta linguagem é Power Query Formula Language, Porem, mesmo a Microsoft prefere chama-la de M.

M é uma linguagem que nos permite realizar o tão aclamado ETL. Vamos nos aprofundar em ETL em outras postagens.

A linguagem M é utilizada no momento em eu você está arrumando seus dados na Consulta, é ela que fica registrada nas etapas do editor de consulta (Power Querry) no Power BI e no Excel.

As sintaxes são parecidas com esta:

Uma linha de código normalmente é uma etapa de transformação, e o resultado desta linha é usado na próxima linha (próximo passo de transformação).


Linguagem DAX


Analysis eXpression Language ou simplesmente DAX é a Linguagem que está presente no Power BI, Power Pivot (tanto no Excel quanto no SQL server Analysis Services)

Note a sintaxe DAX abaixo.


Podemos resumir DAX como se fossem as fórmulas do Excel, só que para o Power BI. Elas são tão parecidas que muitas funções são encontradas tanto no Excel, quanto no Power BI. (não ache que por saber PROCV, já vai chegar dominando DAX). DAX é muito mais poderoso que as fórmulas encontradas no Excel.

Devido a semelhança, pessoas que conhecem bem o Excel precisarão de pouco esforço para entender DAX no Power BI. Elas podem ser usadas em conjunto a fim de obter os resultados corretos, assim como as formulas do Excel.

Exemplos de Uso de M


A linguagem M é utilizada na etapa de transformação dos dados do Power BI. Esta etapa pode envolver situações como criar colunas calculadas, mesclar dados entre duas tabelas, dividir valores separados por delimitador, ou converter dados pivotados em dados normalizados.

Exemplos de Uso de DAX


Com a linguagem DAX podemos criar diversos cálculos para análises de dados. Por exemplo, calcular a receita acumulada no ano (YTD), ou a média móvel dos últimos 36 meses.

E quando Devo usar M ou DAX?


M e DAX são utilizadas para fins diferentes, porém, geralmente podemos obter o mesmo resultado final usando qualquer uma das duas.
A resposta é bem Simples: se você estiver fazendo o ETL (tratamento dos dados), a opção mais obvia é utilizar M. Já se estiver fazendo Cálculos para exibir determinados Valores em seu painel no Power BI, o melhor é utilizar DAX.
Por exemplo:
Quando você estiver importando dados de tabelas diferentes, o mais indicado é utilizar a Linguagem M para unir essas tabelas de maneira correta. Já se estiver fazendo uma soma do valor de vendas para cada região, DAX irá te ajudar e ser muito mais eficiente.
Para se tornar um verdadeiro especialista em Power BI, você precisa saber usar as Duas Linguagens. Mas não se preocupe, nos da AMPLIX vamos te ajudar!

Conte com a AMPLIX, para treinamentos e consultoria em Power BI


Para dominar ainda mais a Arte de construir bons painéis, a AMPLIX tem profissionais especialistas em Power BI que podem te ajudar.